Olhos de gato

mmPostado por

Ultimamente eu tenho assistido à alguns animes e tenho gostado bastante. Esses longas-metragens, inspirados na cultura asiática, sempre trazem uma sensibilidade e um olhar voltado às questões humanas, com um dose de bom humor que sempre me agrada. Olhos de gato, uma produção original Netflix, poderia ser classificado nessa categoria.

Olhos de gato
foto: netflix.com

Vamos, então, de sinopse de Olhos de gato!

A história gira em torno de Muse, uma menina que vive com o pai e a madrasta. Sua mãe saiu de casa quando ela era muito pequena e a mágoa que ela guarda disso a fez se fechar para o mundo. Um dia, durante um festival tradicional de sua cidade, conhece um gato feiticeiro. Ele oferece uma máscara que ao colocar, ela poderia se transformar em uma gata e poder escolher se quer desistir de ser uma humana e se tornar um animal para sempre.

A única pessoa que ainda faz Muse ter algum sentimento é Hino, seu colega de escola. Mas, ao ser rejeitada por ele, decide aceitar o convite do feiticeiro para ser uma gata permanentemente. Caberá a Hino, então, mostrar para a Muge que a vida humana vale sim a pena ser vivida.

E agora, o tradicional “O que eu achei do filme”

Olhos de gato é um daqueles típicos animes com uma boa mensagem no final. Eu, particularmente, adoro pois me traz ainda uma certa esperança em acreditar no lado bom das pessoas.

A animação é interessante no quesito iluminação, e parece convidar você a sentir tudo que Muge sente: solidão, raiva, alegria, e etc. Todos os personagens foram, ao meu ver, bem pensados e tiveram, cada um, uma importante contribuição para a história. Destaco, aqui, a madrasta de Muge, que mesmo você vendo que a menina não demonstra nenhuma afeição por ela (e muita das vezes ser bem rude), não desiste e é paciente para ganhar um espaço em seu coração.

Vamos sim passar por obstáculos, mágoas e frustrações mas o que entendi que o filme gostaria de falar é que não precisamos passar por tudo isso sozinhos. Existem pessoas que quando menos você espera vão oferecer uma mão e trilhar, junto com você, essa jornada. Mas o primeiro passo, de permitir a ajuda dessas pessoas, só depende de você.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *