Fuller House: #EuVi

mmPostado por

Lembro como se fosse ontem de Full House, ou Três é Demais (até porque revi a série toda de novo no Netflix). Mas falando sério, essa foi um dos primeiros seriados que vi quando veio a tv a cabo em meados dos anos 90. Era aquela série típica de comédia sitcom que fazia a gente rir. Pois bem. Anos se passaram e um spin-off da série chamado Fuller House apareceu na grade do Netflix. Minha reação: preciso conferir.

foto: imbd.com

A história da primeira série, que se passa na década de 80/90, girava em torno de Danny Tanner, um jornalista que se vê pai solteiro de três meninas após perder sua esposa em uma acidente de carro. Para ajudá-lo nessa missão de cuidar das crianças, resolve chamar seu cunhado Jesse e seu melhor amigo Joey para morar em sua casa.

Jesse era um daqueles jovens que só pensava em sua música e em farrear. Joey estava tentando se deslanchar na carreira de comediante. Parece que a combinação não daria muito certo mas aos poucos cada um foi se ajudando e lá se foram 8 temporadas (a série terminou em 95).

Fuller House
foto: imdb.con

Ao longo desse tempo a gente viu DJ, Stephanie e Michelle crescendo e passando pela infância, adolescência e seus perrengues. Tudo isso com muito humor e muitos abraços porque se tinha uma coisa que essa família gostava era de conversar pra resolver os problemas e terminar sempre com um abraço.

Fuller House
foto: imdb.com

Até que um belo dia de 2016, a Netflix vem com a ideia de pegar essa essência Full House e levar para sua série original Fuller House. Nela DJ já é uma veterinária de 30 anos, casada e com 3 filhos. Só que o mesmo infortúnio acontece e DJ  também perde o seu marido, só que durante o exercício de sua profissão, que era de bombeiro.

Se vendo na mesma situação, ela pede ajuda à irmã Stephanie, que agora é uma famosa dj, e Kimmy, sua melhor amiga que era figura certa de aparecer em todos os episódios de Full House. As duas passam a morar juntas com DJ, só que Kimmy leva junto sua filha Ramona e tem que atuar a presença constante do seu ex-marido Fernando.

Fuller House segue a mesma premissa de Full House no quesito comédia. Parece ter o mesmo timming e o mesmo estilo de seu antecessor para fazer as piadas. Mas isso não é ruim não. Se você curte uma comédia leve, estilo Sessão da Tarde, para se entreter em um fim de tarde de domingo, Fuller House é para você.

Fuller House
foto: imdb.com

Vale destacar que a atuação de Juan Pablo di Pace, como Fernando, é divertidíssima. Assim como a de Adam Hagenbuch, no papel de irmão de Kimmy. Ele tem aquele estilo de comédia meio Jim Carrey que sempre faz rir no fim das contas.

Ah! Claro que não poderia faltar a participação do elenco de Full House, com Danny, Joey, Jesse, Rebeca (parceira de trabalho de Danny e esposa de Jesse) e mais outros personagens, aparecendo algumas vezes.

Fuller House
foto: imbd.com

Fuller House começou como uma aposta em 2016  e ganhou mais 4 temporadas (a última temporada foi ao ar dezembro do ano passado). Há rumores de uma 5ª temporada mas nada confirmado ainda.

Se você está à procura de um seriado estilo Friends e tantos outros que marcaram a década de 80 e 90, vai gostar de 05.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *