Rei Arthur – A Lenda da Espada: #EuVi

mmPostado por

Comparar o filme com o livro é algo que a gente acaba fazendo mas que não deveria. Afinal é a visão do escritor e a visão de um diretor/roterista/produtor/ator sob o livro e com isso nem tudo fica 100% fiel às páginas. Eu sou uma fã de livros de aventura com cavaleiros e Rei Arthur está na minha lista de favoritos. Por isso, deixei um pouco de lado a parte da literatura para ver o filme Rei Arthur – A Lenda da Espada com olhos de quem vai ver um filme.

Rei Arthur e a lenda da espada
foto: imdb.com

Pois bem. O filme, dirigido por Guy Ritchie tem mesmo o estilo Guy Ritchie de fazer longa metragens. Acho que isso acaba sendo natural em qualquer pessoa e  aquele traço particular dela em suas obras sempre irá se destacar.

Em Rei Arthur – A Lenda da Espada não foi diferente. Quem já viu Sherlock Holmes, Snatch – Porcos e Diamantes e Rock’n’Rolla vai perceber aquele jeito clássico do diretor de fazer com que o personagem veja a consequência de suas decisões acontecendo no momento que ele planeja o que vai fazer e que você não sabe se realmente aconteceu ou não. A parte de colocar também a visão de como se a gente participasse da cena também se fez presente. Particularmente essa forma dele apresentar uma cena dá uma certa revitalizada. Eu gosto.

Rei Arthur e a lenda da espada
foto: imdb.com

Mas vamos à sinopse do filme (explico no decorre porque eu frisei isso). Arthur é filho do rei Uther Pendragon, interpretado por Eric Bana, e sobrinho do príncipe Vortigern, papel de Jude Law. Vortigern sempre sentiu inveja do irmão e desejava derrubá-lo e tomar o reino para si.

Rei Arthur e a lenda da espada
foto: imdb.com

Com isso resolve fazer um acordo com bruxas do mar que dizem que ele teria o reino e o poder absoluto mas que para isso teria que matar seus entes queridos. Ele faz com seu irmão, cunhada e até com sua própria família. Mas por uma força do destino, Arthur consegue escapar, sendo encontrado por meretrizes que passam a cuidá-lo no bordel do reino. Vortigern precisa encontrar Arthur para não perder o trono e procura pelo sobrinho através do famoso teste de tirar a espada de Excalibur da pedra.

Rei Arthur e a lenda da espada
foto: imdb.com

Todos os homens do reino precisam passar por esse teste e com Arthur não foi diferente. Mas ao ser encontrado consegue escapar das garras do tio tirano e depois de muito refletir decide tomar o reino do pai de volta e se junta a outros homens, que mais tarde se tornam Os Cavaleiros da Távola Redonda.

Rei Arthur e a lenda da espada
foto: imdb.com

A história do filme se distancia um pouco do livro (que eu já fiz resenha por aqui) logo no começo porque na verdade Merlin, mago oficial da realeza (que nem é citado no longa), já havia pressentido os planos de Vortigern e entrega o bebê Arthur aos cuidados de uma família de confiança.

Rei Arthur e Os Cavaleiros da Távola Redonda

Arthur cresce e vira ajudante do irmão de sua família adotiva, que era cavaleiro, e antes da apresentação do irmão em um festival, a espada quebra. Ele vê a Excalibur presa em uma pedra e ao tirá-la Merlin aparece revelando tudo para o menino.

Tirando esses fatos o filme prende bastante a sua atenção não só pela trama mas também pela sequência de lutas e efeitos especiais.

Quem quiser conferir Rei Arthur – A Lenda da Espada é só sintonizar na HBO.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *