O novo Queer Eye for the Straight Guy: #EuVi

mmPostado por

Quem já tem TV a cabo há um tempinho deve se lembrar, no começo do ano 2000, do programa Queer Eye for The Straight Guy que se não me engano, passava na Sony. Nele um grupo de cinco homens gays ajudavam um homem heterossexual que estava um tanto quanto sem perspectiva no quesito cuidados pessoais, cuidados da casa e vida social.

Queer Eye for The Straight Guy
Foto: Craig Blankenhorn

O time, naquela época, era comandado por Carson Kressley (responsável pela área de moda) Kyan Douglas (que cuidava do visual) Ted Allen (que ensinava como preparar pratos deliciosos), Jai Rodriguez (encarregados da parte de cultura) e Thom Felicia (que fazia uma transformação sensacional na casa). O programa estreou em 2003, foi até 2007 e ajudou um monte de homens que viram no Fab Five (como eles se chamavam) um tábua de salvação e o pontapé inicial para uma mudança positiva em suas vidas.

Para minha surpresa descubro que o Netflix resolveu resgatar o Queer Eye for the Straight Guy mantendo o mesmo formato mas agora com um novo time: Bobby Berk (decoração), Karamo Brown (cultura), Tan France (moda), Antoni Porowski (gastronomia) e Jonathan van Ness (cuidados pessoais).

Queer Eye for the Straight Guy - Netflix
foto: imdb.com

O primeiro episódio traz os rapazes indo ao resgate da autoestima de Tom, um senhor de 57 anos que já havia passado por 3 divórcios e havia deixado a rotina tomar conta, onde ele fazia as mesmas coisas, todos os dias, mas que você percebia que não tava mais trazendo tanta felicidade.

Queer Eye for the Straight Guy - Netflix
foto: reprodução

Isso combinado a um lúpus, estava deixando Tom bastante introspectivo deixando a sua aparência e a de sua casa, de lado. Aos poucos, os 5 rapazes mostraram para Tom que ele é uma pessoa sim, importante, e ao contrário do que ele pensava, possível de “ser consertada”.

Eu já estou no segundo episódio e tenho gostado. Os cinco caras têm uma química ótima entre si e parecem amigos de longa data. E acho legal também, da mesma forma que aconteceu no programa original, os convidados se deixando embarcar nessa experiência, deixando qualquer preconceito de lado (caso tenham) e ouvindo os conselhos de mente e coração livres.

Todo mundo tem uma insegurança ou algo que tenha feito com que perdesse a autoestima e se fechando para o mundo. Quando via os episódios, me lembrei de uma frase do filme Extraordinário: seja gentil, pois cada pessoa que você encontra está travando uma grande batalha. 😉

A primeira temporada já está disponível no Netflix.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *