Turma da Mônica Laços – Graphic MSP: #EuLi

mmPostado por

Tive a oportunidade de conhecer as obras do Graphic MSP, apresentado por um amigo. As histórias de Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali eu conhecia na versão tradicional, quando lia os quadrinhos na minha terna idade dos 6, 7 anos. Quando li Mônica Força (tem resenha aqui), foi uma mistura de nostalgia com entusiasmo de ver uma nova historinha, agora contada em versão HQ. Depois de Força chegou a vez de conhecer Turma da Mônica Laços.

Turma da Mônica Laços

A história dessa vez gira em torno de Cebolinha e a aventura, bem ao estilo Goonies, que ele teve ao lado de seus 3 amigos inseparáveis (que a gente conhece muito bem!) à procura do seu cachorro Floquinho, que havia fugido. Ilustrado pelos irmãos Vitor Caffagi e Lu Caffagi, Laços enaltece o valor da amizade, seja ele entre humanos ou entre humanos e animais de quatro patas.

Maurício de Sousa conta logo no começo da HQ que ao ser apresentado às ilustrações de Vitor ficou de cara encantado com seu traço e convidou o ilustrador para fazer parte do livro comemorativo MSP 50, que celebrava os 50 anos de carreira do cartunista, com 50 autores contando uma história da Turma da Mônica e ilustrando como bem quisessem.

Para Laços, Vitor se junta a sua irmã Lu, também ilustradora, para contar a saga de Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali atrás de Floquinho. Você percebe mesmo que o desenho de cada um, apesar de diferente, tem uma harmonia muito bonita entre si. Talvez seja pelo laço familiar.

Turma da Mônica Laços

Nascidos em Minas Gerais, Vitor ganhou notoriedade quando criou, em 2008, a webcomic Puny Parker, uma paródia do alter ego do Homem Aranha, só que em versão criança. Isso rendeu a ele um convite pelo jornal O Globo para fazer tirinhas dominicais e aí surgiu Valente, o cãozinho mais tímido que tá sempre naquela luta da expectativa x realidade que a gente bem conhece.

Lu, por sua vez, além de jornalista é ilustradora e já teve algumas de suas criações estampadas em várias coleções de livros didáticos, dentre eles a reedição de Mariana – Menina e Mulher, de Pedro Bandeira. Outra criação sua que fiquei curiosa em conhecer é a coletânea de quatro mini gibis chamadas Mixtape, inspiradas em letras de músicas.

Quem tiver curiosidade em ver como tantos laços se unem para gerar boas histórias para contar, confira Mônica Laços. Ainda mais nessa época do ano, chegando o Natal, ler uma HQ dessa faz a gente refletir o quanto é importante os laços que a gente tem entre a família e os amigos e que ainda mais importante é saber apreciar, agradecer e valorizar essas conexões. 😉

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *