Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro: #EuFui

mmPostado por

Quando você está acostumado com sua rotina é raro parar para ver o que sua cidade tem para oferecer. Eu moro no Rio de Janeiro desde que nasci e se conheço 5% daqui acho que já é muito. Então bora conhecer essa cidade! Minha primeira parada foi no Museu do Amanhã.

Inaugurada no final de 2015, o museu se denomina como um museu de ciências diferente. Seria uma oportunidade de vislumbrar possibilidades para os próximos 50 anos. O que é até meio irônico já que um museu é um lugar onde a gente conhece nosso passado. Esse quer apresentar como seria nosso futuro.

Eu ia participar de um workshop que aconteceria lá e cheguei uma hora mais cedo. Então aproveitei esse tempo para explorar essas tais de possibilidades para o futuro. Como o tempo era curto não consegui ver tudo. A exposição que consegui olhar foi suficiente para pensar em várias dessas possibilidades.

Intitulada Inovanças – Criações à Brasileira, apresenta vários projetos e ideias de brasileiros na área de tecnologia, economia criativa e arte. O primeiro que encontrei foi de um menino de 18 anos chamado Luiz Fernando da Silva Borges. Ele desenvolveu um software que traz maior sensibilidade às próteses de mãos.

Ele estava encontrando dificuldades em descobrir como transformar sinais elétricos em membros perdidos até ver um episódio do seriado House (sabe aquele do médico sarcástico interpretado pelo incrível Hugh Laurie?). O foco era a síndrome do membro fantasma e como as pessoas sentiam dores na área onde não havia mais o membro.

Então Luiz Fernando consegui achar essas respostas musculares colocando um espelho dentro de uma caixa onde o paciente veria refletido na área amputada o outro membro que ainda possui.

Além desse tinha outros projetos inovadores como embalagens 100% biodegradáveis da CBPack, feitas a partir da fécula da mandioca; uma máquina chamada Wateair capaz de produzir água através do ar; o Hand Talk que é um aplicativo, criado por três jovens de Maceió que traduz frases para a linguagem de sinais, entre muitos outros.

É muito bom ver que tem muita gente aqui que está de olho no futuro e mais que isso, usando das ferramentas do presente para fazer um futuro melhor para todos nós. Foi uma tarde inspiradora, que acho que se você desse um pulinho no Museu do Amanhã iria ficar tão inspirado(a) quanto eu.

A exposição Inovanças – Criações à Brasileira é temporária e ficará à disposição do público até dia 22 de outubro. Se você ficou curioso(a), o Museu do Amanhã fica na Praça Mauá. Eu aconselho depois dar uma volta pela praça que está bem bonita. 😃

Para maiores informações, clique aqui e divirta-se! 😉

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *