Brooklyn 99: #EuVi

mmPostado por

Dia desses ouvi um comentário (não lembro agora de quem eu escutei…) que Brooklyn 99 era uma espécie de The Office que se passa em um delegacia. Em partes até que é mas esse seriado tem um humor próprio que me fez assistir todas as temporadas disponíveis no Netflix.

Foto: imdb.com

Para quem não conhece vou dar uma pequena sinopse, respeitando claro o acordo mundial de nunca dar um spoiler. Como o nome já diz, a história se passa em uma delegacia no Brooklyn e gira em torno do detetive Jake Peralta, interpretado por Andy Samberg, que apesar de ser um ótimo profissional tem aquela famosa síndrome de Peter Pan e age como se fosse um pré-adolescente de 13.

E esse seu jeito meio non sense de ser bate de frente com o Capitão Ray Holt, interpretado pelo ator Andre Braugher, que é totalmente o contrário de Jake. Sua personalidade é mais séria e preza pela ordem e pelas coisas mais pragmáticas. Já sabe que não foi amor à primeira vista, né?

Foto: imdb.com

O time que faz parte do Brooklyn 99, aliás, é um caso à parte. Hitchcok e Scully cuidam da papelada da delegacia e para eles quanto menos trabalho, melhor. Preguiçosos que só vendo, são ainda por cima muito atrapalhados. O que não é uma boa combinação, diga-se de passagem.

Rosa Diaz é uma policial muito esquentada. Muito esquentada mesmo. Sempre desconfiada e de pavio curto, não curte muito fazer a social com o pessoal e leva o trabalho muito à sério. Mas se tirar ela do sério: #socorro!

Bem ao contrário de Gina Linetti, que cuida da parte administrativa. Amiga de infância de Jake, Gina adora fazer uma social e também faz parte da ala “quanto menos trabalho, melhor”. Dançar é sua paixão e o sarcasmo, seu modus operandi.

Já Amy Santiago é a certinha do grupo. Detesta falhar e está sempre querendo agradar o Capitão para ganhar aquela estrelinha de satisfação de ego. Toda empresa tem que ter o puxa-saco oficial. Para fechar o time temos Charles Boyle e  Terry Jeffords. Charles é policial e se pudesse colocava Jake em um pedestal. Com isso ela tenta se esforçar para parecer descolado mas, coitado, não consegue.

foto: imdb.com

E Terry é o mais centrado de todo o grupo. Ele coordena o pessoal da delegacia e quase sempre faz papel de moderador e conselheiro, afinal ele como pai de duas crianças tem já um experiência em trazer a calmaria quanto as coisas estão fora de controle. Também devo destacar que é um dançarino de primeira. O personagem é interpretado pelo grande Terry Crews, e já tinha um lugar cativo em meu coração como o pai do Cris em Todo Mundo Odeia o Cris.

A série estreou em 2013 e já está indo rumo a 5º temporada. Tem aquele humor divertido e non sense e é quase uma sátira às séries policiais. Para quem está a fim de assistir a algo para distrair a cabeça e de quebra dar boas risadas, é uma ótima dica. Eu confesso que no começo assisti sem muitas expectativas mas o roteiro me conquistou e como falei, terminei toda a temporada que estava no Netflix.

Aliás, Netflix, atualiza lá que quero continuar a ver Brooklyn 99! 😉

One comment

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *