Verdin: #EuFui

mmPostado por

O primeiro encontro com o Verdin aconteceu durante um evento do Malha (fiz até um post sobre, confira aqui) e tenho que dizer que foi amor à primeira vista.

Eu já tinha ouvido falar  mas nunca tive a oportunidade de experimentar seus quitutes, até aquele maravilhoso dia e aquele maravilhoso Chicken Provolone. O que me encantou foi a combinação de sabores e temperos ao mesmo tempo suaves e marcantes, em um hambúrguer de frango com provolone, cebola caramelada (que cebola é essa!) e rúcula. Até eu que não sou muito fã de rúcula achei que a escolha foi bem acertada.

E para minha alegria encontrei uma de suas lojas em Ipanema, que descobri que foi inaugurada recentemente. A proposta do Verdin é unir o saudável com o prático oferecendo opções de alimentos mais nutritivos para quem não tem muito tempo para gastar em um restaurante, esperando o prato chegar.

O ambiente mostra esse ritmo mais rápido mas não deixa de ser aconchegante. Logo na entrada você é recebido com um recadinho bem fofo. Aí você já encontra um espaço que parece aquelas gôndolas de supermercado com opções de refeições frias ou quentes e tem uma boa variedade.

Como o próprio recadinho deles já diz, é comidinha de mamãe saudável, fresca AND pronta. Tem sucos naturais dos mais variados sabores e eu acabei escolhendo o mesmo que tinha pego no Malha de abacaxi com hortelã e capim limão. O capim limão FEZ TODA A DIFERENÇA nessa combinação dos deuses!

Abaixo tem opções de doces e em seguida você encontra sanduíches e wraps. Eu fui em um que honestamente não tinha muita expectativa mas me surpreendeu. Chamado de Homus Spiens, o sanduíche leva homus, mussarela de búfala, ervilha, rúcula e cebola roxa e olha, ficou bom. Para completar a refeição escolhi um brownie que leva óleo de coco e cacau e estava também bem gostoso.

No lado direito você tem opções de sopas e pratos quentes, como os famosos hambúrgueres que não pude experimentar novamente porque haviam acabado. 🙁

Os preços não são baratos mas também não tão caros assim. Como eles valorizam fornecedores locais e ingredientes orgânicos seria natural ter um valor um pouco acima de média. E a comida é realmente gostosa. Do tipo que você pensa que o preço valeu pelo o que foi oferecido. Então, no final, valeu a pena.

Mas toda a experiência de estar no Verdin vale a pena. Os atendentes foram muito simpáticos e solícitos, a decoração é bem clean e agradável e a música, ah, a música. Era um ritmo meio latino bem relax que fazia você apreciar ainda mais cada mordida. Saí de lá tranquila e bem alimentada. Ou seja, feliz.

Quem quiser conhecer o Verdin aqui no Rio de Janeiro, é só acessar o site deles aqui. Eu curti! 👍🏻

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *