Entre Idas e Vindas: #EuVi

mmPostado por

Era um domingo de preguiça, estava passando por alguns títulos no Netflix e encontrei Entre Idas e Vindas. Olhei a sinopse, achei a trama interessante, apertei o play e não consegui tirar os olhos da tela.

Se o filme tivesse uma trilha sonora, seria, aquela dos Titãs: “o acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído…”. Esse longa, estrelado por Fábio Assunção e Ingrid Guimarães, foi uma boa e incrível surpresa.

Fábio Assunção interpreta Afonso, um homem que foi abandonado pela esposa, deixando com ele o filho dos dois, Benedito, ainda bebê. Seis anos se passaram e os dois partem para uma viagem rumo a São Paulo, para reencontrá-la.

Durante essa viagem eles encontram, Amanda, personagem de Ingrid Guimarães, uma gerente de telemarketing não lá muito feliz com sua vida, que sai com as amigas em uma viagem de trailer para a despedida de solteira de uma delas. Só que nesse meio tempo a noiva descobre que o noivo a traiu e não sabe mais se casa ou não.

O encontro dos dois acontecem por obra do acaso quando o carro de Afonso quebra e elas oferecem carona para os dois. Durante essa viagem muitas coisas acontecem e Afonso e Amanda precisam desapegar do passado e do medo para encarar uma nova oportunidade que a vida está oferecendo.

Dirigido por José Eduardo Belmonte, o drama/romance é tão leve que não é aquele draaaaaaaaaaaama. Achei a narrativa bem elaborada e a participação de Alice Braga fez uma grande diferença.

Então, meus amigos, fiquem de olho nas obras do acaso e desapaguem do que vocês precisam desapegar. Vocês podem se surpreender. 😉

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *