#EuOuvi: o clássico e o pop de David Garrett

mmPostado por

Já comentei algumas vezes o quanto eu fico admirada com pessoas que têm a capacidade de transformar o que está a sua volta. Você conseguiria acreditar que uma música pop se encaixaria perfeitamente com uma orquestra de música clássica? Pois bem. David Garrett não só imagina como faz se tornar realidade e o resultado é impressionante.

O violonista alemão, radicado nos EUA, foi uma das boas surpresas que encontrei como? Vagando por essa território chamado YouTube. Filho de uma bailarina e um advogado, David já tinha dom para a música desde cedo. Seu pai havia comprado um violino para o irmão mais velho mas ele é que mostrou mais interesse e logo começou a praticar.

Seu talento e bom ouvido para a música clássica fez com que David, aos 13 anos, se tornasse o artista mais jovem a ter um contrato com a gravadora Deutsche Grammophon.

O que faz o violonista ganhar destaque é a sua ousadia em misturar em seus shows as composições clássicas com música popular. Em seu repertório ele já incluiu  um toque erudito à canções do Nirvana, Bon Jovi, Queen, Justin Timberlake, entre outros.

Seu último álbum, Explosive, tem versões clássicas para hits como Dangerous, de David Guetta e Lose Yourself, de Eminem.

Achei interessante a proposta. É sempre bom ter um novo olhar. 🙂

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *