Ódio ao verão

mmPostado por

Tá chegando aquela estação do ano que para muitos é a cara do Brasil. O verão apesar de parecer uma época de alegria e diversão em filmes e propagandas, no dia a dia não é bem assim temos que concordar.


Você acorda, abre a porta e vem o bafão em cima de você. Meio de mau humor, liga o chuveiro e toma um banho caprichado para aproveitar o frescor da água. Ao sair do banheiro, nem parece que acabou de tomar banho pois a gente fica logo suado(a) outra vez.

Toma café e sai para pegar o ônibus, metrô ou van para o trabalho. Coloquei ônibus, metrô ou van porque é a realidade da maioria, infelizmente. Andar é um sacrifício, parece deserto do Saara. Avistando o ponto de ônibus, que você não sabe se é uma miragem, vê o coletivo lotado de pessoas tão ou mais mal humoradas que você. Todos abanando o jornal, revista, pano o que for que dê um pouco de vento. E quando engarrafa? As únicas pessoas que ficam felizes são os vendedores de água que ficam na rua gritando: Olha a água geladinha, é um real!

O pior é ver as pessoas que estão indo para a praia. Se bem que a praia nesse período não é tão maravilhosa assim. Mil anos para achar uma vaga se tá de carro. Quando você consegue tem que depois disputar um pouco de areia que está infestada de gente, em especial os “farofeiros”. Para dar um mergulho no mar é uma disputa entre você e as ondas. Parece jogo de video game. Pula, pula e pula mais uma vez. Ihhh, não viu a próxima onda que vinha? Toma caixote. Você começa a rodar dentro da água e não consegue sair por mais que queira. Depois volta para casa com areia em todas partes do corpo. TODAS AS PARTES DO CORPO.

Mas voltando ao dia a dia, no escritório sua produtividade aumenta, até porque você fica lá até o último segundo para aproveitar o ar condicionado. Se dá a hora de ir embora bate uma tristeza porque sabemos que o bafo quente não perdoa, mesmo estando de noite. Você apertado(a) no metrô, ônibus ou van com gente suada, em um longo caminho de volta a sua casa.

É pessoal, o verão pode ser incrível para quem tem dinheiro para instalar um ar condicionado em cada dependência da casa, possui uma piscina quilométrica com direito a cachoeira e não precisa sair para trabalhar. Para os reles mortais é um inferno. De verdade.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão com *